TOP 10 países que mais pediram delivery durante a pandemia

Lembra quando era 2019? Nós eramos ingênuos e pensávamos que 2020 seria O NOSSO ANO, fazíamos planos, traçávamos metas de quantos livros iríamos ler, quanto dinheiro iriamos guardar, quantos quilos iríamos perder e depois pulamos ondinhas pra tentar tornar um puco mais fácil todo esse processo… 2020 chegou, e chegou PRA ACABAR com tudo que havíamos planejado na nossa ingenuidade, aliás, neeeem tuuuudo. Pelo menos ganhamos mais tempo pra ler os livros que queríamos ler, com a pandemia de COVID-19, em casa, não teve muito pra onde correr mesmo.

Agora se a meta de livros pode ter sido “facilitada”, as financeiras e as “atléticas” estão prejudicadas… Isso porque em casa, muita gente precisou ficar sem trabalhar e com as academias fechadas, já viu. 😬

Tem sido um ano cruel pra todo mundo, pessoas físicas e jurídicas não foram poupadas dos efeitos do novo coronavírus e no mundo inteiro precisaram se virar para sobreviver. Muitos restaurantes que até então não atendiam a domicílio, precisaram se virar e entrar pra turma do Delivery, já que as novas regras sanitárias não permitiam receber clientes no estabelecimento. Com isso e as pessoas sem poderem sair de casa, nem sempre com estoque de alimento pra colocar a barriga no fogão, ou nem sempre COM PACIÊNCIA de cozinhar após um dia inteiro com as crianças correndo dentro de casa, o número de tele-entregas cresceu bruscamente em vários países! O brasil mesmo, foi parar no sétimo lugar da lista de países que mais pediu delivery no período, conforme divulgou o time da Betway, site de jogos de cassino online.

Entre os meses de Março e Maio de 2020, as pesquisas pelos termos como “entrega”, “entrega de comida”, “delivery” e “comida para viagem” (que forma generosa de pensar a pandemia), tiveram um aumento de quase 300% nas buscas do Google, que indica também, que apesar da diversidade de pratos disponíveis nos apps e restaurantes, os pedidos mais tradicionais de se receber em casa permaneceram no topo da preferência dos clientes: PIZZA.

A pizza, dos mais variados sabores (mas nem tão variados assim) foi o alimento mais pesquisado em 55 dos 81 países para os quais havia dados disponíveis.

Comida chinesa foi o segundo item mais popular, logo depois da pizza, liderando o ranking em 11 países, incluindo EUA, Canadá, Reino Unido, Irlanda e, sem surpresa, China. De fato, ao analisar as cidades que mais pesquisaram o termo, todas as oito primeiras estavam em países de língua inglesa.

Abaixo, o gráfico publicado pela pesquisa da Betway Cassino:

Agora, se me dão licença, vou pedir uma pizza para o jantar. =)

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp