Tribunal judicial da Comarca de Cascais – Detalhes do Acidente

pe-enfaixado

O texto a seguir é o relato de um Português sobre o acidente sofrido por ele durante o trabalho.
Já recebi esse texto por e-mail várias vezes e dizem que a história é verídica, mas isso é o que menos importa…
É muito engraçado! 😀

Exmos. Senhores,

Em resposta ao pedido de informacao adicional do meu acidente informo:

Sou assentador de tijolos. No dia do acidente, estava a trabalhar
sozinho no telhado dum edificio novo de seis andares. Quando acabei
o meu trabalho, verifiquei que tinha sobrado 250 quilos de tijolos.
Em vez de os levar a mão para baixo, decidi coloca-los dentro dum
barril com a ajuda de uma roldana, a qual felizmente estava fixada num
dos lados do edificio no 6º andar.

Desci e atei o barril com uma corda,
fui para o telhado, puxei o barril para cima e coloquei os tijolos
dentro. Voltei para baixo, desatei a corda e segurei-a com forca de modo
a que os 250 quilos de tijolos descessem devagar (notar que no quesito
nº 11 indiquei que o meu peso era de 80 quilos). Devido a minha surpresa
por ter saltado repentinamente do chao, perdi a minha presenca de
espirito e esqueci-me de largar a corda.

E desnecessario dizer que fui icado do chao a grande velocidade.
Na proximidade do 3º andar, embati no barril que vinha a descer. Isto
explica a fratura de cranio e clavicula partida. Continuei a subir a
uma velocidade ligeiramente menor nao tendo parado ate os nos dos dedos
das maos estarem entalados na roldana. Felizmente que ja tinha
recuperado a minha presenca de espirito e consegui, apesar das dores,
agarrar a corda.

Mais ou menos ao mesmo tempo o barril com os tijolos caiu no chao e o
fundo partiu-se. Sem os tijolos o barril pesava aproximadamente 25
quilos. Como podem imaginar comecei a descer rapidamente.

Proximo ao 3º andar encontro novamente o barril que vinha a subir.
Isto justifica a natureza dos tornozelos partidos e das laceracoes
das pernas bem como da parte inferior do corpo. O encontro com o barril
diminuiu minha descida o suficiente, que minimizou os meus sofrimentos
quando cai em cima dos tijolos e felizmente so fraturei 3 vertebras.

Lamento no entanto informar que enquanto me encontrava caido em cima dos
tijolos com dores e incapacitado de me levantar, e vendo o barril acima
de mim, perdi novamente a presenca de espirito e larguei a corda.
O barril pesava mais que a corda e entao desceu e caiu em cima de mim
partindo-me as duas pernas.

Espero ter dado a informacao solicitada do modo como ocorreu
o acidente.

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email