Milionário se desfaz de fortuna porque se sente ‘infeliz e culpado’

Mansão de 3.455 metros quadrados, com lago, sauna e outros substantivos nos Alpes que vale mais de 4 milhões de reais. Um sítio de 17 hectares na Provença (França) que não será vendido por menos de 1,8 milhão de reais. Um carro Audi A8 avaliado em mais de 120 mil reais. Seis planadores que somam 1 milhão de reais

Nada disso faz Karl Rabeder feliz. Tanto é verdade que o milionário austríaco decidiu colocar tudo à venda e doar o dinheiro obtido para instituições de caridade na América Latina – El Salvador, Honduras, Bolívia, Peru, Argentina e Chile. Toda a fortuna de Karl está avaliada em mais de 9 milhões de reais.

“Minha ideia é não deixar mais nada. Durante muito tempo pensei que acumular riqueza me faria automaticamente mais feliz. O dinheiro é contraproducente, impede que a felicidade chegue”, disse ele ao “Daily Telegraph”.

Mas Karl prefere não recriminar quem decide manter todos os seus bens e acumular riquezas.

“Apenas ouvi o que disseram o meu coração e a minha alma. Mais e mais eu ouvia as palavras: ‘Pare o que você está fazendo agora – todo esse luxo e esse consumismo – e comece uma vida de verdade'”, completou o ex-milionário, que confessou ter tido um sentimento de culpa ao visitar países na América do Sul e na África.

Karl vai morar agora  com a esposa em uma casa de madeira, simples e pequena, na região de Innsbruck (Áustria). Segundo ele, feliz.

[Fonte]

Mansão de 3.455 metros quadrados, com lago, sauna e outros substantivos nos Alpes que vale mais de 4 milhões de reais. Um sítio de 17 hectares na Provença (França) que não será vendido por menos de 1,8 milhão de reais. Um carro Audi A8 avaliado em mais de 120 mil reais. Seis planadores que somam 1 milhão de reais

Nada disso faz Karl Rabeder feliz. Tanto é verdade que o milionário austríaco decidiu colocar tudo à venda e doar o dinheiro obtido para instituições de caridade na América Latina – El Salvador, Honduras, Bolívia, Peru, Argentina e Chile. Toda a fortuna de Karl está avaliada em mais de 9 milhões de reais.

“Minha ideia é não deixar mais nada. Durante muito tempo pensei que acumular riqueza me faria automaticamente mais feliz. O dinheiro é contraproducente, impede que a felicidade chegue”, disse ele ao “Daily Telegraph”.

Mas Karl prefere não recriminar quem decide manter todos os seus bens e acumular riquezas.

“Apenas ouvi o que disseram o meu coração e a minha alma. Mais e mais eu ouvia as palavras: ‘Pare o que você está fazendo agora – todo esse luxo e esse consumismo – e comece uma vida de verdade'”, completou o ex-milionário, que confessou ter tido um sentimento de culpa ao visitar países na América do Sul e na África.

Karl vai morar agora  com a esposa em uma casa de madeira, simples e pequena, na região de Innsbruck (Áustria). Segundo ele, feliz.

Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email