Fãs do vôlei vão ter que xingar a bola, não o juiz

As mães dos juízes de vôlei vão agradecer. É que os próximos campeonatos devem usar uma bola inteligente, equipada com um chip, para ajudar nos lances duvidosos.

A Penalty lançou essa semana um modelo de bola inteligente que, cada vez que quica nas áreas próximas às linhas, envia sinais por RFID para oito antenas colocadas de duas em duas nos quatro cantos da quadra.

As antenas, por sua vez, se comunicam com seis câmeras instaladas em diversos pontos da quadra que registram o momento em que a bola tocou o chão.

Em tempo real, elas enviam uma imagem ao palm top que estará com o juiz. Em lances duvidosos, ele poderá consultar, o equipamento e dizer se a bola foi dentro ou fora.

infografico2

A Confederação Brasileira de Vôlei jura de pé junto que os empregos dos auxiliares não estão ameaçados.

A bola foi testada pelo time do Santander / São Bernardo (SP) – quarto colocado da última Superliga e deve ser usado oficialmente a partir da próxima Superliga, que começa em novembro.

A Penalty não quis nos dizer quem são os fornecedores das tecnologias. Ela não sabe que não se faz isso com pessoas tão curiosas.

E viva a mãe do juiz!

Fonte: Gizmodo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp